sábado, 21 de janeiro de 2017

Corpo de Teori Zavascki é sepultado em Porto Alegre

O corpo do ministro Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo em Paraty, foi sepultado, neste sábado, no cemitério Jardim da Paz, em Porto Alegre.

O velório começou na manhã deste sábado e foi inicialmente fechado para amigos e familiares. Por volta das 11h, foi aberto para o público. Autoridades do país inteiro estiverem presente para prestar suas últimas homenagens. 

O presidente Michel Temer (PMDB) chegou às 13h na sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), onde ocorreu a cerimônia, ele fez um breve pronunciamento no qual enalteceu o trabalho de Teori e disse que só decidirá o sucessor do ministro após decisão de como será dividida a relatoria da Lava Jato.

Com o presidente, estavam os ministros da Justiça, Alexandre de Moraes, das Relações Exteriores, José Serra, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), também compareceu ao velório.

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Carmen Lúcia, prestou homenagem ao relator da Lava Jato. Ela deixou o velório por volta das 15h. Após esse horário, o cerimonial foi novamente fechado para a família.

Homenagens públicas

Teori Zavascky recebeu homenagens de diversas figuras públicas do país, principalmente no âmbito judiciário e político.

Moro: "herói"

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato, disse à BandNews FM que Teori foi um herói do país, mantendo o mesmo tom da nota que divulgou no dia da morte do ministro do Supremo. Presente ao velório em Porto Alegre, Moro destacou a relevância dos serviços que Teori prestou à magistratura mas não respondeu às perguntas dos jornalistas.

A morte de Teori Zavascki é uma "perda irreparável", afirma o presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe). Segundo Roberto Veloso, Teori era muito ligado à Justiça Federal e, por isso, todos confiavam plenamente no trabalho dele na condução da Lava Jato. Veloso espera que o substituto do ministro tenha um perfil semelhante: comprometido, sério e preparado. 

Toffoli: "Perda para a nação"

Bastante emocionado, o ministro Dias Toffoli lamentou a morte de Teori Zavascki e ressaltou características da personalidade do colega de STF ao chegar ao velório em Porto Alegre: “Perda para a nação e para os judiciários brasileiros, a serenidade, a simplicidade e a humildade do ministro Teori Zavascki. Essas características marcarão para sempre a justiça brasileira. Uma perda pessoal que nos abala. Estamos ainda sofrendo muito. Não poderia deixar de vir aqui dar um beijo no querido amigo Teori”.

Perguntado sobre o futuro do processo da Lava Jato, Toffoli disse que não é momento de falar sobre isso.

O avião em que estava Zavascki e mais quatro pessoas caiu no litoral de Paraty, no Rio de Janeiro, na tarde de quinta-feira, durante uma tentativa de pouso no aeroporto da cidade. Além dele, estavam na aeronave o empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono do grupo hoteleiro Emiliano, o piloto Osmar Rodrigues, a massoterapeuta de Carlos Alberto, Maíra Panas, além da mãe dela, Maria Panas.

BAND

0 comentários:

Postar um comentário