quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Prefeito de Floriano diz que o município deve hoje R$ 16 milhões

O atual prefeito de Floriano, Joel Rodrigues (PP), afirmou ontem (25) que um levantamento sobre a situação financeira da Prefeitura do município, revela débitos de R$ 16.166.557,59 deixados pela gestão anterior do ex-prefeito Gilberto Júnior (PSB). Segundo Joel, do total da dívida, R$ 12,6 milhões são referentes a débitos previdenciários, sendo R$ 5,6 milhões de contribuições descontadas de servidores e não repassadas ao Fundo de Previdência e R$ 6,9 correspondentes a contrapartida patronal. 

“O Gilberto também deixou uma dívida aos prestadores do SUS de R$ 254.619,36, só no mês de novembro de 2016, porque ainda não sabemos o valor dos débitos com os prestadores de serviços do SUS referentes a dezembro deste mesmo ano, já que os processos de despesa ainda não foram entregues pela gestão anterior”, comentou Joel Rodrigues. 

Ainda de acordo com ele, os parcelamentos de débitos da Prefeitura com a Agespisa que não foram cumpridos por Gilberto, alcançam R$ 1,1 milhão e a folha de pagamento da saúde atrasada é de R$ 388 mil. Já na educação, os atrasos somam R$ 1,4 milhão. Joel Rodrigues acrescentou ainda que tem procurado o Tribunal de Contas do Estado para evitar que as contas do município sejam bloqueadas, o que causaria mais prejuízos na prestação dos serviços básicos. 

O DIA tentou contato por telefone com o ex-prefeito de Floriano, Gilberto Júnior, para que ele comentasse as informações. Mas ele não foi localizado por telefone. Joel Rodrigues e Gilberto Júnior são adversários políticos na cidade.

PORTAL O DIA

0 comentários:

Postar um comentário