domingo, 5 de fevereiro de 2017

Benefícios do Bolsa Família superam o FPM em Piracuruca

Imagem: google
Nesta semana uma notícia publicada no portal da band (veja matéria) chamou a atenção do crescimento de municípios brasileiros que vêm se tornando dependente das transferências dos benefícios do Programa Bolsa Família, do governo federal.

A Confederação Nacional dos Municípios - CNM chamou a atenção para as constantes quedas nos recursos do FPM, fato que tem como consequência uma queda drástica na qualidade dos serviços oferecidos pelos municípios aos brasileiros.

Em Piracuruca enquanto a média mensal dos valores do FPM fica em torno de R$ 765 mil reais, o Programa Bolsa família distribui R$ 771 mil reais. A média nacional por mês paga pelo programa para cada brasileiro é de R$ 13,67 (treze reais e sessenta e sete centavos), mas em Piracuruca essa média sobre para R$ 37,72 (trinta e sete reais e setenta e dois centavos).

No município são atendidos 5.169 beneficiários que variam entre diferentes valores, de acordo com o perfil de cada família beneficiada. Contudo a média paga gira em torno de R$ 149,26 (cento e quarenta e nove reais e vinte e seis centavos).

Segundo o IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatístca, a população residente de Piracuruca hoje é de 28.242 habitantes. Confrontando esses dados conclui-se que 18,3% (quase 20%) são vistos pelo governo federal como miseráveis, abaixo da linha da pobreza.

Essa equação, ainda sem solução, apresenta no dia a dia um número crescente de pobres, apesar do aumento crescente dos recursos financeiros destinados ao combate à miséria através do Programa Bolsa Família. E por outro lado, diante da crescente diminuição dos recursos do FPM, com ele cai a qualidade dos serviços essenciais à pessoa, oferecidos por prefeituras que recebem cada vez menos para fazê-lo.

DA REDAÇÃO

0 comentários:

Postar um comentário