quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

'Não existe companhia de polícia em Piracuruca', diz vereador

Aconteceu nesta quarta-feira, 15/02, a primeira sessão ordinária da Câmara Municipal de vereadores de Piracuruca, abrindo os trabalhos do legislativo no ano de 2017. Nesta primeira reunião é regimental que o prefeito municipal pessoalmente ou através de um representante leia uma mensagem ao legislativo na qual expõe seus projetos para os próximos anos e também elenca as realizações da sua gestão.

Nesta quarta-feira o prefeito Raimundo Alves Filho foi representado pelo seu Secretário Municipal de Administração e Finanças, Manoel Francisco da Silva, que ocupou a tribuna da casa para ler a mensagem do prefeito.

Falando das realizações, a mensagem citou como uma das obras mais importantes já trazidas por um governador para Piracuruca, foi a Companhia de Polícia, instalada oficialmente em agosto de 2016. Diz a mensagem textualmente:

"Indiscutivelmente foi uma das maiores obras trazidas pelo governo do estado do Piauí para o nosso município. Houve quem teve a oportunidade de fazer, mas nunca quis, não se interessou, nunca se preocupou verdadeiramente com a segurança pública desta cidade, porque nunca viveu aqui".

Não é regimental que a leitura da mensagem seja interpelada e/ou chamada para debates, mas ainda assim, o vereador Cerqueira Neto interrompeu a leitura e disse que não existe Companhia de Polícia em Piracuruca. Segundo o parlamentar, o que existe é uma enganação. A chamada Companhia de Piracuruca, disse Cerqueira Neto, conta com apenas cinco policiais e que seriam necessários pelos menos 30 homens.

Irritado com a afirmação, o vereador disse que os atuais policiais vivem arriscando as vidas e que num eventual assalto a banco, irá acontecer a mesma coisa que já aconteceu. Ele disse que isso está até demorando.

O Secretário Manoel Francisco dirigiu-se aos comentários do vereador somente no final do pronunciamento. Lembrou ao parlamentar que o seu papel restringia-se apenas a apresentar aos presentes a mensagem do chefe do executivo, e que não era legítimo para debates, por não ser um dos parlamentares e, portanto, impedido pelo Regimento Interno da casa.

Segundo o Regimento Interno da câmara, somente tem direito a voz, fora os parlamentares, pessoas que sejam convocadas para tal finalidade depois da convocação ter sido votada e aprovada pelo pleno da casa.

Na mensagem lida por Manoel Francisco, o prefeito Raimundo Alves Filho citou as obras realizadas na sua gestão anterior na área da saúde, esporte e infraestrutura. Destacou a construção do Centro Médico da Esplanada, o Centro de Saúde da Mulher, as Academias ao ar livre, as arenas esportivas gramadas, e a quadras cobertas construídas em escolas da zona urbana e rural. Dentre outros realizações.

Falando sobre os projetos futuros, a mensagem fala da Construção do Auditório Municipal com capacidade para 400 pessoas sentadas, da revitalização da Praça Madre Gurgel, que vai se tornar um espaço cultural com concha acústica, camarins e área para feira de produtos artesanais, dentre outros projetos.


DA REDAÇÃO

0 comentários:

Postar um comentário