quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Nova fase da Lava Jato no Rio mira em mais um operador de Cabral

A Polícia Federal (PF) e a Procuradoria da República no Rio deflagraram na manhã desta quinta-feira, nova fase da Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato no Rio que levou à prisão o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), para prender preventivamente Ari Ferreira da Costa Filho, apontado como mais um operador do peemedebista.

A PF também realiza buscas em imóveis de Costa Filho e de pessoas ligadas ao ele. O operador começou a trabalhar com Cabral na década de 1980 e, segundo as investigações, em 1996 começou a trabalhar em um cargo comissionado no gabinete de Cabral. Posteriormente, teve passagens por várias secretarias no governo do peemedebista no Rio. Costa Filho se tornou assessor especial do ex-governador e estava no governo de Luiz Fernando Pezão (PMDB) até poucos dias atrás.

VEJA

0 comentários:

Postar um comentário