quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Professores de Picos confirmam adesão à greve

Reunidos em assembleia na manhã desta segunda-feira, 13, os professores da rede estadual de ensino, regional de Picos, confirmaram adesão ao movimento grevista da categoria. Os trabalhadores decidiram não iniciar o ano letivo em protesto contra o parcelamento do reajuste do piso salarial por parte do governo do estado.

O ano letivo nas escolas estaduais estava previsto para iniciar nesta segunda-feira, 13, mas, os professores decidiram não comparecer ao trabalho. A categoria protesta contra a decisão do governo do estado de parcelar o reajuste de 7,64% no piso salarial.

Por iniciativa do governo, o reajuste será efetivado em duas parcelas. A primeira de 4% retroativo ao mês de janeiro e a outra de 3,64% somente no mês de julho. Os trabalhadores rejeitaram a proposta e decidiram não iniciar o ano letivo e ameaçam decretar greve por tempo indeterminado se não houver acordo.

Segundo a presidente do Sinte Regional de Picos, Giselle Dantas, se as aulas tivessem começado hoje, os alunos que residem na zona rural e em bairros distantes não tinham como vir para a escola, pois não existe transporte escolar disponibilizado pelo estado.

A sindicalista disse que por enquanto não pode avaliar a adesão ao movimento, mas, acredita que os trabalhadores conscientes não irão trabalhar, enquanto não houver um acordo com o governo que garanta o pagamento do reajuste do piso de uma só vez conforme prevê a lei.

No próximo dia 22 de fevereiro haverá uma nova assembleia, oportunidade em que os trabalhadores avaliarão o andamento do movimento e, se houve alguma proposta concreta por parte do governo. Até lá o sindicato garante que o ano letivo não começa.

RIACHAO NET

0 comentários:

Postar um comentário