segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

TRE cassa prefeito e vice-prefeito de Miguel Leão e determina novas eleições

O Tribunal Regional Eleitoral cassou os mandatos do prefeito e do vice-prefeito eleitos em Miguel Leão, município a 88 km de Teresina. Joel de Lima (PSD) e Jailson de Sousa (PT), prefeito e vice respectivamente, foram julgados na sessão plenária desta segunda-feira (13) sob a acusação de conduta vedada a gestor público. O TRE determinou ainda a realização de novas eleições no município com data a ser definida. O relator do processo foi o juiz José Wilson Araújo Júnior.

O gestor é o primeiro prefeito eleito que teve o mandato cassado após as eleições de 2016. Ele foi acusado ainda de abuso de poder político e econômico por ser prefeito concorrendo a reeleição  e ter participado de inaugurações em período vedado. O prefeito esteve na inauguração de um Centro de Idosos e de um estádio de futebol chamado Altamirão. 

Na época das eleições de 2016, ele teve o registro da candidatura cassado pelo juiz da zona de Monsenhor Gil, mas mesmo assim seguiu com a candidatura. Joel foi eleito com 53,52% dos votos válidos, foi diplomado e tomou posse no dia 1 de janeiro deste ano.

Hoje, o TRE por quatro votos a dois decidiu pela cassação do prefeito e do seu vice com o qual compõe chapa. Além de ter o registro cassado, Joel ainda foi condenado a oito anos de inelegibilidade, prazo a contar a partir das eleições municipais de 2016.

CIDADE VERDE

0 comentários:

Postar um comentário