quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

TRE multa prefeito de Picos em R$ 5 mil por irregularidades nas eleições

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí condenou ontem (07) o prefeito de Picos, Padre Walmir (PT) ao pagamento de multa no valor de R$ 5 mil por irregularidades cometidas no processo eleitoral do ano passado. A corte eleitoral entendeu que o Padre Walmir descumpriu a legislação ao promover campanha extemporaneamente e cometer abusos políticos e econômicos.

A decisão foi tomada no julgamento da representação ajuizada pelo Partido Progressista (PP), sigla pela qual concorria a Prefeitura de Picos, Gil Paraibano, candidato derrotado ano passado. Em primeira instância, o juiz da 10ª Zona Eleitoral de Picos, Geneci Benevides Ribeiro negou provimento a representação, mas o PP recorreu ao TRE.

De acordo com a denúncia, Padre Walmir promoveu três eventos que promoveram de forma irregular a campanha do petista. Eles afirmaram que o Aniversário do Padre Walmir, Feijoada dos Amigos do Padre Walmir e Lançamento da Pré-campanha do Padre Walmir reuniam música ao vivo, cartazes, balões com as cores do PT e discursos com pedido explicito de votos. Além disso, houve distribuição de bebidas e alimentos no lançamento da pré-campanha.

Por unanimidade, o TRE decidiu aplicar a multa ao gestor de Picos. O relator do processo, juiz federal Daniel Santos Rocha Sobral seguiu parecer do Procurador Regional Eleitoral, Israel Gonçalves Santos Silva e modificou a decisão da primeira instância. O DIA tentou falar por telefone com o prefeito Padre Walmir, mas não obteve sucesso.

PORTAL O DIA

0 comentários:

Postar um comentário