sexta-feira, 3 de março de 2017

'Divisão na Secretaria de Saúde não vai trazer gastos', garante governador

O governador Wellington Dias (PT) confirmou que pretende criar uma Fundação de Saúde para administrar as atividades relacionadas a gestão de hospitais no Estado. Segundo ele, a divisão do órgão (atualmente a pasta é gerida pela Secretaria de Estado da Saude do Piauí) servirá para dar mais agilidade aos serviços hospitalares. 

O petista admite que serão criados novos cargos, mas apenas haverá uma readequação, o que não representa aumento nos gastos com a Saúde no Piauí. 

"A Fundação vem para dar mais agilidade, por exemplo, na compra de equipamentos e medicamentos para os hospitais. Às vezes, para se ter uma ideia, há uma demora de mais de seis meses para que a gente consiga trocar algum equipamento que tenha quebrado e precise ser substituído. Com a Fundação, anulamos alguns cargos e redirecionamos outros. Não muda e não onera em nada os gastos com a Saúde", garantiu Dias durante solenidade de reabertura do Museu do Piauí que estava em obras há oito meses. 

Quanto às críticas do ex-governador Wilson Martins (PSB), que afirmou que há um cansaço na gestão do PT, Wellington Dias desconversou e disse apenas que está desempenhando, da melhor forma, o seu trabalho como gestor. Em entrevista na semana passada, Martins disse ainda que não acredita na aliança PT-PP nas próximas eleições. 

"É um direito dele. Ele pode ter sua opinião. Estou trabalhando muito como governador e tenho que me preocupar com os problemas do Estado. Somente em 2018 é que trataremos sobre 2018", disse Wellington Dias.

CIDADE VERDE

0 comentários:

Postar um comentário