quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Governo da Espanha controlará por "tempo indefinido" orçamento da Catalunha

O ministro da Fazenda da Espanha, Cristóbal Montoro, disse nesta quarta-feira que o governo federal controlará o orçamento da administração regional da Catalunha por um período indefinido, enquanto for necessário para garantir a estabilidade do país e o cumprimento das leis vigentes.

Montoro foi até o Congresso dos Deputados cinco dias depois de o presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, ter acertado a intervenção das contas e das finanças da Catalunha.

O objetivo da medida é evitar um eventual desvio de recursos para o referendo independentista convocado pela Catalunha para o próximo dia 1º de outubro e suspenso pelo Tribunal Constitucional.

O ministro explicou que esse acordo significa que o governo central pagará diretamente pelos serviços públicos essenciais, como os salários dos funcionários e outros gastos relativos a saúde, educação e alguns programas sociais.

Desta forma, o governo da Espanha bloqueará 1,4 bilhão de euros mensais que eram repassados às autoridades da Catalunha.

As medidas do Ministério da Fazenda serão mantidas o tempo que o governo considere necessário, explicou Montoro.

A intervenção nas finanças da Catalunha provocou muitas críticas entre as autoridades locais. Um dia antes desse acordo, o presidente regional da Catalunha, Carles Puigdemont, deixou de enviar semanalmente um relatório semanal das despesas da região, dizendo que agora isso ocorreria mensalmente.

agencia efe

0 comentários:

Postar um comentário